3 de maio de 2009

Vazios


Há vazios que me habitam,
Que não consigo preencher.

Pois eu sei o que me falta,

Mas as coisas que me oferecem

Pouco me interesssam.

Os vazios na minha concepção

São podem ser preenchidos

Por aquilo que lhes fazem falta

E nem adianta tentar se enganar.

Já tentei! Acredite.

Procurei colocar coisas outras

Nestes espaços vazios

E por mais que parecessem transbordar

Com diversos outros elementos.

Nunca nada encaixou de verdade.

Porque os espaços vazios

Foram feitos para serem preenchidos

Daquilo que verdadeiramente lhes falta.

Serei fadada a ficar com este eterno vazio?!

Não! Nem gosto de imaginar.
Isto eu não quero.

Eu eu sei onde estão os elementos dos vazios
Quem me habitam.

Tudo que preciso descobrir...

É como sem assustá-los

Fazer com que venham a mim

Preencher os vazios que há em mim.

Será dificil, mas não vou desistir.

Pois para ser feliz preciso preencher

As lacunas, os vazios que habitam em mim.


By H.Strega

4 Comments:

  1. Minhas Singularidades. said...
    O teu texto é lindo,pois vazio dói,faz com que nos sintamos loucos em busca de quem amamos.Mas,lutamos até o fim,até a exaustão,quando não mais encontramos,temos que colocar coisas no lugar,mesmo que não queiramos, para não enlouquecermos,acho que aí entra o papel da arte.Caso a vida bastasse,não existiria a arte.Beijos da Cris.
    Espero que o teu vazio seja preenchido por aquilo que realmente queres,teu SONHO maior,mas,ainda resta a arte,os amigos.
    H.Strega said...
    Buaaaaaaaaaaaaaaaa................
    Cris!
    Estou chorando com seu comentário.
    Porque sei que vc é uma amiga mesma!
    Sempre tão paciente e carinhosa com minha alma tão louca e selvagem.
    Obrigada por chamar meus rabiscos de arte rs...
    É ultimamente só tenho tido duas grandes amigas e este espaço aqui para desabafar um pouco o caos em que se encontra minha existencia.
    Você sabe que eu luto. Luto tanto que às vezes tenho medo de lutar de mais e provocar uma guerra, eu sou dá paz! Tudo que eu quero da vida pe preencher meus vazios e tentar ser feliz e, obviamente tentar fazer as pessoas que estão ao meu redor felizes, pois a felicidade só faz sentido na coletividade, se engana quem pensa que pode ser feliz, secretamente, se tentar multiplicar ou partilhar. Está aí uma coisa que tenho aprendido com você, mesmo em meio a dor; ir de encontro ao outro tentando alegrá-lo, provocar nele esperança e felicidade, muito obrigada, mesmooooo!!!!
    Os vazios doem muitooooo!!!
    Mas eu tenho esperaça, não é atoa que a mitologia diz que ela é a ultima que morre (tudo por causa da curiosa da Pandora kkk...)
    E se o vazio persistir, pois seu que não pode ser preenchido com qualquer coisa, meu coração fica um pouco mais alegre em saber que tenho amigas como VOCÊ, CRIS- e LOU, e em poder rabiscar aquiki um pouco de tudo que habita minha alma, rabisco que você gentilmente chama de arte!
    Te amo!!!! Minha amiga!!!!
    Lou Witt said...
    Amada Helô!
    A Cris está certa, seus rabiscos são sim uma arte, a arte de colocar sentimentos pra fora, de traduzir em palavras o que está em seu mais íntimo, e você faz isso muito bem.
    Esses vazios que você sente eu também sinto e você mais do que ninguém sabe disto.
    Por sorte temos uma a outra para amenizar nossas dores e preencher um pouco nossos vazios.
    Te AmO!!! E bem sabes disso!
    H.Strega said...
    Obrigada Lou!
    Por seu carinho!
    Como boa humana, às vezes a desesperança e o desespero tomam contam.
    Mas os AMIGOS/AMIGAS verdadeiras estão sempre por perto feito anjos e sopram em nossos ouvidos segredos e encorajamentos que sem vocês, não seria capaz de perceber!!!
    Mil beijos!!!!!!!!!!!!

Post a Comment



Runas

Tarô

Minhas Músicas

Template by:
Free Blog Templates