31 de março de 2011

Chuva e Frio

Em noite fria e de chuva,
na qual não te tenho por perto
e a saudade aperta...
Eu durmo conversando com o som da chuva
imaginando ser ela a tua voz,
te escuto falar pelo barulho nas telhas
e por goteiras enfileiradas que descem feito
cortina protetora de lágrimas
em volta de toda casa.
Deve ser por isto que em certas noites eu não choro, 
já existe muito choro lá fora...
Assim adormeço conversando
com sua chuva imaginária de voz;
mas, ainda assim, eu durmo com frio...

By Helô Strega

3 Comments:

  1. Rosemildo Sales Furtado said...
    Oi Helô! Como é que vai a menina desaparecida. faço votos que estejas bem e com muita saúde, paz e amor no coração.

    Belo poema amiga e linda imagem.

    Beijos e fiques com DEUS.

    Furtado.
    inttimus said...
    E eis que ela surge como um cometa deixando rastros de beleza e poesia por todos os lados.

    Ando morrendo de saudades de vc , embora me sinta sempre muito perto de ti . Essências mais que cheirosas e pedras mais que preciosas me fazem lembrar a cada dia que ,em algum lugar brilha uma luz. Você .

    Te gosto demais da conta !!!

    Beijinho
    RELTIH said...
    A LA VEZ MUY TRISTE...
    BESOS

Post a Comment



Runas

Tarô

Minhas Músicas

Template by:
Free Blog Templates