19 de julho de 2009

Tempo de Colheita





É tempo de colheita

Andar pelos campos com cestos nas mãos.

Olhar os frutos nas árvores

E escolher entre o que os Deuses

Nos presentearam,

Os que nós consideramos como melhor.

Não tenha medo de escolher

Os Deuses permitem e não lhe julgam por isto

É para proporcionar escolhas

Que eles põem tantos frutos a copa da árvore

Não tenha medo de subir bem no topo

Para escolher o fruto que mais lhe chamou atenção.

Vá sem medo, Deus até fez nas árvores os galhos

Para facilitar sua escalada.

Enamore bem e fruto e quando se decidir.

Vá atrás dele com todas as suas forças e vontade.

Não se preocupe com os outros frutos

Escolha o seu

E persiga-o, pois ele foi feito pra você.

Quantos aos outros frutos, tranqüilize-se

Também no momento certo serão recolhidos

E delicadamente degustados com prazer.

E depois que comer o fruto

Saborear bastante

Coloque suas sementes ao sol

Depois plante-as

Desta forma estará evidenciando

Sua gratidão aos Deuses

E sendo de certo modo auxiliar na geração

E multiplicação de novos frutos.

Depois que degustar deste fruto

E fazer bom uso de sua semente

Vá passear pelos campos

Visitar novas árvores

Apreciar e degustar novos frutos

Um de cada vez cada um nosso tempo.

Sendo sempre um multiplicador de sementes

Sendo um ceifador com os Deuses

Fazendo bom uso de tudo que há do fruto

Que os Deuses a ti forneceram.


By H.Strega


2 Comments:

  1. Sergio Gonçalves dos Santos said...
    persistencia

    gato e rato
    andam lado a lado
    e se amam
    assim desesperado
    na fúria,
    na ansiedade
    de viverem colados
    dividindo o talho
    de queixo do rato,
    antes porém: leite
    de gato enamorado
    pelo rato.
    Queijo de rato
    apaixonado
    pelo gato
    vivendo essa magia
    de sermos animais
    mamíferos.

    É noite de lua cheia
    sobre o telhado
    galópam alados
    de maos dadas:
    o gato e o rato,
    amor inseparável.

    sergio, beija-flor-poeta
    Helô Strega said...
    Olá Beija-flor-poeta!
    Obrigada!
    Adorei o nectar de sua poesia que veio dividir comigo. Saboroso! Sempre que possível, venha aqui e me alimento com tão doces e encatodas palavras, ainda mais as que envolve gatos, ratos, mamíferos, magia, lua...
    Às vezes, quando estou muito sedenta sempre passo em seu blog e bebo do nectar das palavras tão bem articuladas com a sensibilidade.
    Tentei te add no orkut agora pouco!
    Um beijo!

Post a Comment



Runas

Tarô

Minhas Músicas

Template by:
Free Blog Templates